O SEFIP é um aplicativo que foi desenvolvido para facilitar o recolhimento do FGTS, o que facilitou a realização das exigências acessórias dos trabalhadores. Porém muitas pessoas ainda tem dúvida em relação a esse assunto, e neste artigo vamos abordar mais sobre este tema.

 

O que é SEFIP?

 

SEFIP significa Sistema Empresa de Fundo de Garantia e Informações à Previdência Social. É um aplicativo criado pela Caixa Econômica Federal, que precisa ser baixado pela internet, e consecutivamente instalado no computador para colocar em prática.

 

Ele é usado pela empresa para cobrança de impostos, ou seja, é feito esse processo para  mais tarde retornar ao FGTS e a previdência social. É designado para pessoas físicas ou jurídicas, e as outras pessoas que pagam particular, que tem por dever ser feito o recolhimento do fgts para comprovar a Previdência Social.

 

Qualquer empresa que possua o aplicativo pode gerar o GFIP – Guia de Recolhimento do FGTS e comunicações à Previdência Social, além do GRPS – Guia de Recolhimento da Previdência Social.

 

O que é GFIP?

 

É um conjunto de esclarecimentos que precisam ser destinadas ao FGTS e a Previdência Social. É uma ação mensal indispensável tanto para as pessoas físicas quanto para as pessoas jurídicas, sujeitas ao recolhimento do FGTS ou as colaborações/informações à Previdência Social.

 

A GFIP deve ser entregue até o dia 7 do mês subsequente ao qual o vencimento foi pago, caso não tenha período de trabalho bancário a entrega deve ser feita com antecedência para o dia de expediente bancário imediatamente anterior.

 

Anteriormente, a versão 7.0 do SEFIP, o documento de arrecadação do FGTS e da Contribuição Social era chamado de GFIP, conforme o manual do GFIP/SEFIP, oferecido no site da Receita Federal do Brasil. Até surgir a versão 8.0 o título de cobrança gerado pelo SEFIP passa ser chamado de guia de recolhimento do FGTS – GRF. Para a cobrança recursal e a cobrança realizada por empregador doméstico, em formulário papel, a guia continuará a ser chamada GFIP.

 

A GRF e os esclarecimentos a Previdência deverão ser concebidos pelo SEFIP, disponíveis no site da Caixa Federal, da Receita Federal do Brasil, da Previdência, e do Ministério do Trabalho e Emprego.

 

O SEFIP cria um arquivo que retém as informações designadas ao FGTS e a Previdência Social, que terá que ser transmitido pela internet, via Conectividade Social de fácil acesso pelo site da Caixa Econômica Federal.

 

Posteriormente a comunicação online do arquivo, o Conectividade Social oferece o arquivo chamado SELO que necessita ser carregado pelo SEFIP para produzir a GRF que será usada pela empresa na arrecadação do FGTS.

 

É obrigatório para todas as empresas entregar a GFIP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *